Quem Somos Doencas Cirurgia Endovascular Agenda Biblioteca Fale Conosco


A aorta é a principal artéria de nosso corpo, responsável por distribuir o sangue oxigenado, ou arterial, a todos os órgãos do corpo, através de seus inúmeros ramos, como um tronco principal de uma árvore. O segmento torácico descendente origina principalmente pequenos ramos para a medula espinhal, e depois origina ramos para o fígado, estômago, intestinos e outras víceras, já na sua transição para o abdômen, na porção tóraco-abdominal.

A base desta doença ainda não está completamente elucidada, assim como nas outras partes da aorta, mas sabemos que está relacionada a um enfraquecimento das proteínas estruturais da parede da artéria. Diversos fatores sabidamente influenciam nos AAT: idade acima de 60 anos; sexo masculino; história familiar de aterosclerose; história familiar de aneurisma da aorta; Fumo; Hipertensão arterial; doença pulmonar obstrutiva crônica.

A maioria das pessoas não têm sintomas, e os AAT são freqüentemente detectados em exames realizados por outros motivos, como um ecocardiograma ou Raio-x de rotina. Assim como nos outros segmentos da aorta, nem sempre AAT necessita tratamento cirúrgico. Dependendo principalmente do diâmetro assim como de outros fatores, o AAT pode ser apenas acompanhado com angiotomografias semestrais, tratando-se o AAT com cirurgia apenas quando o risco de ruptura for maior que o risco da cirurgia, que no caso da técnica endovascular tem baixos índices de complicações. Quando sintomático, o AAT pode gerar dor torácica, geralmente irradiada para o lado esquerdo do tórax e coluna, algumas vezes de forma aguda, simulando a dor de uma facada.

Caso você experimente estes sintomas ou tenha sido diagnosticado por acaso com um AAT, procure imediatamente um cirurgião vascular. Este pode lhe indicar os exames adequados para o diagnóstico preciso, em geral uma angiotomografia, para o melhor planejamento do tratamento.

Até alguns anos, para o tratamento deste tipo de aneurisma a única alternativa era a abertura do tórax, a chamada toracotomia, para a troca do segmento aórtico acometido por uma prótese comum. Atualmente, o tratamento endovascular tem sido o mais indicado em todo o mundo, por ser minimamente invasivo e de alta eficácia, com o implante de uma endoprótese por através de uma incisão na virilha.


> Aneurisma da Aorta Abdominal
> Aneurisma da Aorta Tóraco-Abdominal
> Aneurisma da Aorta Torácica Descendente
> Dissecções da Aorta
> Doença Arterial dos Membros Inferiores
> Doença Obstrutiva das Carótidas
> Doenças das Artérias Renais
> Varizes dos Membros Inferiores
> Trombose Venosa Profunda e Embolia Pulmonar